Seg10232017

Last updateDom, 01 Set 2013 9am

Clovis Puper Bandeira

Clovis Puper Bandeira

Nascido em 28 Fev 45 em Pelotas - RS

General de Divisão da Reserva do Exército Brasileiro

Ex Vice-Presidente e atual Assessor Especial do Presidente do Clube Militar

Principais funções na carreira militar:

- Instrutor da AMAN e da ECEME

- Aluno do US Army War College - EUA

- Comandante do 10º BI - Juiz de Fora - MG

- 1º Subchefe do Estado-Maior do Exército - Brasília - DF

- Comandante da 17ª Brigada de Infantaria de Selva - Porto Velho - RO

- Chefe do Estado-Maior do Comando Militar da Amazonia - Manaus - AM

- Diretor de Especialização e Extensão - Rio - RJ

- Comandante da 3ª Região Militar - Porto Alegre - RS

- Chefe do Departamento de Inteligência Estratégica do Ministério da Defesa - Brasília - DF

Quinta, 20 Novembro 2014 11:40

IRRESPONSABILIDADE FISCAL II

O Senado já aprovou, só falta a sanção presidencial. A fórmula de calcular as dívidas dos estados e municípios – que deveriam ser pagas à União nos próximos 25 anos – foi alterada. Trata-se de uma conta no valor de R$ 500 bilhões, que será drasticamente cortada pelo governo e pelos políticos com a ligeireza e a irresponsabilidade tradicionais.

Na prática, a simples mudança do indexador da dívida causa um prejuízo de R$ 59 bilhões ao Tesouro – R$ 1 bilhão apenas em 2015. Tudo isso num cenário de penúria, num ano em que as contas do governo apresentarão um déficit de mais de R$ 20 bilhões, antes da maquiagem que virá.

Anteriormente, o Congresso já aprovara o aumento do teto de endividamento dos estados e municípios, de 120% para 200% da sua receita líquida. Ou seja, quem deve e não tem como pagar pode passar a dever mais ainda.

Quanto à nova mudança, a do indexador da dívida, o grande beneficiário é a Prefeitura de São Paulo, o maior e mais rico município brasileiro – casualmente, governado pelo PT.  Sua dívida acumulada, que era de R$ 62 bilhões, passará a valer R$ 36 bilhões num passe de mágica, e o município poderá ainda contrair novas dívidas de até R$ 4 bilhões.

Como o governo tem que equilibrar suas contas, abre mão de recursos a receber e não quer reduzir seus gastos, só resta o caminho do aumento de impostos, diretos ou disfarçados.

Ganha, por outro lado, a simpatia agradecida de governadores e prefeitos, empurrando a conta para ser paga por futuras administrações.

As primeiras vítimas da negociata são os prefeitos e governadores que controlaram dívidas e honraram, a tempo e a hora, seus compromissos. Fizeram papel de bobos. Em seguida aparecemos nós, os de sempre, que arcaremos com mais taxas e impostos e receberemos menos ou piores serviços.

A oposição não sabia disso antes das eleições? Claro que sabia, mas não usou esse trunfo porque também concorda com o saque aos cofres públicos com pagamento a perder de vista, por governos futuros.

A irresponsabilidade fiscal, que é um crime, ganha ares de generosidade e sensibilidade política.

 

Gen Clovis Purper Bandeira – Editor de Opinião do Clube Militar

Terça, 18 Novembro 2014 13:51

IRRESPONSABILIDADE FISCAL

A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), herança do governo FH, é uma das bases para a estabilidade econômico-financeira de que o Brasil gozou nos últimos anos, reconhecida pela obtenção do almejado grau de investimento concedido pelas principais agências internacionais de classificação de riscos.

Segunda, 10 Novembro 2014 14:36

LEGISLATIVO - UMA ESPERANÇA?

Assim, parece que o Congresso, tão enfraquecido por denúncias de corrupções e impunidades nos tempos recentes, acordou e resolveu lutar para não ser ultrapassado em assuntos de sua exclusiva competência.

Quarta, 29 Outubro 2014 14:19

CORRUPÇÃO, IGNORÂNCIA, MEDO E MENTIRA

A vitória eleitoral apertada alcançada pelo PT e seus aliados demonstra que quase metade dos eleitores brasileiros não se conformam com os desmandos do governo, que só se manteve no poder pelo emprego de quatro instrumentos poderosos, que domina como ninguém.

Quinta, 23 Outubro 2014 15:53

E A DEFESA NACIONAL, CANDIDATOS?

Já sabemos que o nível de preocupação da candidata petista com a Nação não atinge esses assuntos, que não são traduzidos imediatamente em votos. O que pensará a respeito o candidato Aécio?

Terça, 09 Setembro 2014 14:49

O FIO DE ESPERANÇA

É um fio de esperança, mas parece que as pessoas a ele se agarram com fé, apostando no futuro para esquecer o presente.

Segunda, 11 Agosto 2014 10:00

A CORRUPÇÃO DA CPI

E agora? Teremos uma CPI da CPI? Ou a Polícia Federal vai agir? Mas outra CPI é mais da mesma coisa, e tenho dúvidas se a PF pode investigar atos do Legislativo.

Quarta, 16 Julho 2014 11:09

TRABALHO DE MARQUETEIROS

 

 

E, em vez de um simples resultado esportivo muito adverso, por mais dolo-roso que este seja para o orgulho popular, o custo social, econômico e político será grande.

Sexta, 04 Julho 2014 16:17

O EXÉRCITO DE SEMPRE

Em entrevista à jornalista Miriam Leitão, publicada em 28 de junho no jornal O Globo, o Ministro da Defesa, Celso Amorim, volta a apresentar uma de suas teses preferidas para enfraquecer e dividir o Exército: separar os militares de hoje dos militares de ontem, os jovens dos velhos, os trogloditas dos jovens que são prejudicados pelos erros do passado e que devem, é claro, renegá-los para segui-rem livres no novo Exército.

Terça, 20 Maio 2014 13:43

SINDICATOS PARA QUÊ?

 

 

 

Atenção, sindicalistas! Preocupados com a política partidária, com a transformação de suas centrais sindicais em partidos políticos, estão perdendo sua identidade e razão de ser e vêm sendo substituídos por grupelhos violentos e não eleitos, que avocam o direito de exigir o que as guildas tupiniquins não lograram obter.

  • Copyright © 2007. www.rplib.com.br . Todos os direitos reservados.

    Republicação ou redistribuição do conteúdo do site RPLIB é permitido desde que citada a fonte. O site RPLIB não se responsabiliza por opiniões, informações, dados e conceitos emitidos em artigos e colunas assinados e nos textos em que é citada a fonte.