Qui11232017

Last updateDom, 01 Set 2013 9am

Roberto Romano

Roberto Romano

Roberto Romano da Silva é Professor titular de Filosofia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), professor de Ética, também pela Unicamp. Doutor em Filosofia pela École des Hautes Études en Sciences Sociales de Paris e membro do Instituto de Filosofia e de Ciências Humanas da Unicamp, é autor dos livros "Brasil, Igreja contra Estado", de 1979, "Copo e Cristal, Marx Romântico", de 1985, e "Conservadorismo Romântico", de 1997.

Segunda, 12 Maio 2014 15:24

ASSASSINOS!

 

 

 

O horror nazista recomeça no mundo e no Brasil. O antissemitismo, sua fonte maior, tem novos ensaios nos massacres cometidos por "justiceiros" movidos por alguns jornalistas, blogueiros e redes sociais.

Quinta, 24 Abril 2014 15:14

GOLPES

A única prevenção contra as ditaduras é a vigilância cidadã, exercida sobre todas as facções que disputam os palácios.

Quinta, 25 Novembro 2010 11:32

FASCISMO E PRECONCEITO

Cito Hegel, queridinho dos totalitários, num texto exemplar que julgo ser uma recaída daquele escritor na honesta razão humana. Hegel é pai dos extremos ideológicos.

Terça, 10 Dezembro 2013 14:57

MENTIRA E DEMOCRACIA

Vivemos a guerra eleitoral de 2014. No mundo e no Brasil domina a propaganda mendaz. Se, como diz Mearsheimer, mentiras podem ser aceitas em plano internacional, na vida interna dos povos elas dissolvem a sociedade.

Quarta, 27 Novembro 2013 15:59

FASCISMO!

O fascismo não admite distinções entre esquerda e direita, pois exige obediência absoluta às palavras de ordem do partido único. Quem perde a liberdade de enunciar "o que o povo não quer ouvir" é visto como besta-fera a ser perseguida.

Sábado, 27 Agosto 2011 21:30

Nêumanne e os Termidorianos

Quem se corrompe e renega ideais costuma apelar para o realismo político. Mas o cacoete maquiavélico é confissão de algo sinistro: a hipocrisia disfarçava, sob os rostos imaculados e as falas virtuosas dos supostos jacobinos, o vulgar oportunismo.

Segunda, 25 Julho 2011 08:09

Segredo e Bandalheira

A prudência define a passagem da prática correta do sigilo para uma outra, em que o poder abusivo e tirânico se manifesta. O pensamento ético sempre se opõe ao sigilo, salvo em situações de guerra.

Quarta, 22 Junho 2011 08:29

A Chantagem Santa

Ética na política, mercadoria com validade vencida. Depois de 2003, quanta ética, quanto decoro notamos no Estado brasileiro!

Quarta, 16 Outubro 2013 14:39

PELA DEMOCRATIZAÇÃO DOS PARTIDOS

O financiamento público das eleições, mantendo-se tal estrutura de poder partidário, só tornará oficial o desmando, porque os dirigentes tudo controlam, tudo negociam. "É dando que se recebe." A frase revela o modus operandi verdadeiro.

Quarta, 11 Setembro 2013 14:24

SEGURANÇA NACIONAL, ESPIONAGEM E TÉCNICA

Várias análises sobre vigilâncias norte-americanas no Brasil eludem o núcleo da moderna ordem estatal. Todo poder público usa o segredo e a espionagem, práticas hoje garantidas pelas "maquinas de guerra" que operam nas fímbrias das políticas oficiais. O jornal O Estado de São Paulo mostrou que entre ditaduras irmãs, como a chilena e a brasileira, existiu desconfiança ardilosa e quebra do sigilo alheio.

  • Copyright © 2007. www.rplib.com.br . Todos os direitos reservados.

    Republicação ou redistribuição do conteúdo do site RPLIB é permitido desde que citada a fonte. O site RPLIB não se responsabiliza por opiniões, informações, dados e conceitos emitidos em artigos e colunas assinados e nos textos em que é citada a fonte.