Sex08172018

Last updateDom, 01 Set 2013 9am

Roberto Romano

Roberto Romano

Roberto Romano da Silva é Professor titular de Filosofia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), professor de Ética, também pela Unicamp. Doutor em Filosofia pela École des Hautes Études en Sciences Sociales de Paris e membro do Instituto de Filosofia e de Ciências Humanas da Unicamp, é autor dos livros "Brasil, Igreja contra Estado", de 1979, "Copo e Cristal, Marx Romântico", de 1985, e "Conservadorismo Romântico", de 1997.

Segunda, 28 Novembro 2016 14:28

GARGALHADAS DEMONÍACAS E TIRÂNICAS

 

 

 

A corrupção tira da vida nacional bilhões para lucro dos que deveriam zelar pelo bem comum.

Quarta, 09 Novembro 2016 11:03

CANALHOCRACIA

O Brasil não possui demagogos para arregimentar massas e impor um regime plebiscitário. Mas o nosso Parlamento não busca dirigir o País, só o parasita via Executivo. A farta legislação em causa própria prova que no Brasil os representantes, ricos ou antigos revolucionários, vivem da política de forma obscena.

Segunda, 30 Maio 2016 14:38

ARROGÂNCIA, CORRUPÇÃO, POLÍTICA

Caro leitor, o dito até agora neste artigo nada tem de sermão religioso, pois integra a prudente reflexão política. Quando um partido ou governo se proclama puro, mas fica muito tempo nos palácios, lisonja e orgulho reforçam a sua arrogância, fazem-nos esquecer o quanto é frágil e transitório o mando, e como ele perverte os hábitos.

Sexta, 15 Abril 2016 14:32

RECEITA PARA UM GOLPE DE ESTADO

 

 

 

Instabilidades políticas trazem medo. O medo integra a receita que gera os partidos. Estes, em seu interesse, “criam as facções que dividem as cidades, e originam a ruína dos Estados".

Sexta, 08 Abril 2016 14:53

A POLÍTICA DO FINGIMENTO

Todos mostram que a igualdade democrática não existe e nunca existiu entre nós. O imaginário imperial desgraça a vida brasileira, pois é quase impossível identificar, entre nós, uma República. Os Poderes insistem na prática enunciada por Tácito: “Fingebant simul credebantque”, ou, na ironia popular, “me engana que eu gosto”.

Quinta, 22 Outubro 2015 13:38

UMA CORRIDA CONTRA A CORRUPÇÃO

Os três Poderes da República recebem ampla reprovação popular. Mas as formas de protesto têm sido pouco eficazes na luta contra os desmandos. Vamos pôr a corrupção para correr?

Terça, 13 Outubro 2015 12:18

GOLPES DE ESTADO E "EISANGELIA"

Falamos em golpes de Estado e impeachment da presidente. E veiculamos crenças no sistema democrático. Fantasmas de golpismos são aventados, mas os golpes reais se efetivam nos gabinetes palacianos. Luiz Inácio da Silva é hoje o governante de fato. Trata-se de um golpe de Estado digno de Maquiavel, Gabriel Naudé e outros clássicos da política.

Sexta, 18 Setembro 2015 16:11

COBRAR IMPOSTO DOS MORTOS

A fúria de arrecadação governamental acelera os piores danos à sociedade. Com a CPMF e outras medidas, o contribuinte é aterrorizado pelo fisco, que ameaça subtrair o alimento da sua mesa. João Santana, sem pudor algum, profetizou que Marina Silva arrancaria o sustento dos pobres. Dilma Rousseff cumpre o vaticínio.

Terça, 25 Agosto 2015 14:39

RENÚNCIAS

A leitura da coletânea pode ser útil para todos os políticos nacionais que, no governo e nas oposições, se preocupam com a solidez institucional. Esta, não raro, depende de muitas renúncias: dos que estão como hóspedes nos palácios ou de quem almeja neles se instalar temporariamente. Para bom entendedor, uma vírgula basta.

Quinta, 20 Agosto 2015 14:48

O PT CINZA SOBRE CINZA

Caros senhores: se desejam mudar o que está aí, é preciso tudo recomeçar. Uma “nova” frente de esquerda sob a liderança de Luiz Inácio da Silva é tingir o cinza com o cinza, sofrer o controle do PMDB e as alianças realistas, as mesmas que levaram o PT ao beco sórdido em que ele se encontra.

  • Copyright © 2007. www.rplib.com.br . Todos os direitos reservados.

    Republicação ou redistribuição do conteúdo do site RPLIB é permitido desde que citada a fonte. O site RPLIB não se responsabiliza por opiniões, informações, dados e conceitos emitidos em artigos e colunas assinados e nos textos em que é citada a fonte.