Seg05292017

Last updateDom, 01 Set 2013 9am

Rodrigo Constantino

Rodrigo Constantino

Rodrigo Constantino é economista formado pela PUC-RJ, com MBA de Finanças pelo IBMEC. Trabalha desde 1997 no mercado financeiro, como analista de empresas e administrador de portfolio. É autor do livro "Prisioneiros da Liberdade", da editora Soler.

 

 

 

O povo está do lado da polícia, não dos bandidos. E vibra quando esses marginais morrem e são presos, enquanto chora quando os policiais heróis são assassinados por delinquentes, que não são “vítimas da sociedade” coisa alguma, mas monstros por escolha própria.

Quinta, 27 Outubro 2016 18:09

COVARDIA COM OS JOVENS

Os partidos de esquerda que defendem as “ocupações” nas escolas, que querem substituir a educação pela doutrinação ideológica, enxergam os jovens como massa de manobra.

 

 

 

O PT não é nem nunca foi o partido dos trabalhadores, muito menos o partido dos pobres. É o partido dos corporativistas, dos servidores públicos que querem privilégios à custa dos trabalhadores. Isso ficou muito claro não só durante a gestão petista, como principalmente depois.

Se o negro gay e pobre for liberal, aí é um traidor, alguém com “alma branca”, que faz o papel de capacho dos “senhores escravocratas”, ou seja, os brancos que também não são de esquerda.

Quinta, 29 Setembro 2016 14:33

O ÚNICO TRUNFO DE TRUMP É HILLARY

 

 

 

Os Estados Unidos nunca tiveram dois candidatos tão fracos disputando a vaga ao cargo mais poderoso do planeta. Isso já era visível, mas ficou ainda mais durante o primeiro debate ocorrido esta semana entre os dois. É verdade que debates são shows para indecisos, e tudo que importa é a “linguagem corporal”, a aparência de “presidenciável”. Mas mesmo assim foi assustador.

 

 

 

Em outras palavras: será que nosso lado mais Tupi não representa um obstáculo às conquistas obtidas pelo anglo-saxão, e um tanto desprezadas pelo autor? Será que nossa receita deve ser o modelo ocidental com fortes pitadas nambiquaras e africanas, como sugere Giannetti? Em pesquisas espontâneas, o povo da Nigéria também se destaca pela aparente felicidade.

É um espanto! Que há doutrinação ideológica e partidária nas salas de aula, todos sabem e ninguém razoável pode negar. Mas que esses doutrinadores disfarçados de professores sequer tentem simular que dão aulas, em vez de praticar lavagem cerebral e bancar o militante partidário, isso já é um absurdo que choca.

 

 

 

O PT pode estar acuado, fora do poder, escondendo a estrela vermelha da infâmia de suas campanhas. Mas o petismo está vivo.

Sexta, 26 Agosto 2016 14:23

AS SETE LIÇÕES OLÍMPICAS

 

 

 

Qual o legado que fica dos gastos bilionários para realizar os jogos? Qual foi seu custo de oportunidade? Houve retorno sobre esses investimentos ou o país tinha outras prioridades? Sabendo que estamos literalmente quebrados, o impacto desse evento está mais para Barcelona ou para Atenas?

Mas todo totalitarismo sempre declarou guerra ao núcleo familiar acima de tudo, justamente por compreender que é ele a principal fonte de resistência aos abusos de poder do estado. O Escola Sem Partido não é somente sobre isso. Mas essa é uma parte importante.

  • Copyright © 2007. www.rplib.com.br . Todos os direitos reservados.

    Republicação ou redistribuição do conteúdo do site RPLIB é permitido desde que citada a fonte. O site RPLIB não se responsabiliza por opiniões, informações, dados e conceitos emitidos em artigos e colunas assinados e nos textos em que é citada a fonte.