Sáb09232017

Last updateDom, 01 Set 2013 9am

Rodrigo Constantino

Rodrigo Constantino

Rodrigo Constantino é economista formado pela PUC-RJ, com MBA de Finanças pelo IBMEC. Trabalha desde 1997 no mercado financeiro, como analista de empresas e administrador de portfolio. É autor do livro "Prisioneiros da Liberdade", da editora Soler.

Terça, 31 Janeiro 2017 15:26

IMPRENSA PROGRESSISTA: O CÂNCER DO BRASIL

 

 

 

Não dá mais para suportar! É preciso declarar guerra a essa imprensa brasileira mesmo, em nome da verdade, da honestidade intelectual, das liberdades individuais, dos valores tradicionais. O que os principais veículos de comunicação têm feito em relação ao presidente Donald Trump é asqueroso demais.

 

 

 

Bem, pelo menos esse caso terminou bem, com os marginais mortos no confronto com a polícia, como deve ser. E parabéns ao jornal, que chamou as coisas pelo nome. Está vendo só, Frias, como não dói nada? Vê se a partir de agora obriga a rapaziada a chamar bandido de bandido e marginal de marginal, ok?

A PEC do teto, nesse sentido, é só uma premiere, uma palhinha para dar o gostinho liberal da coisa. Já foi o suficiente para colocar a esquerda em polvorosa, pois esta não suporta a ideia de perder tetas estatais, mamatas no governo. É preciso seguir adiante com as reformas, principalmente as mais estruturais.

Rio de Janeiro, capital nacional da esquerda caviar, terra da malandragem por excelência, ícone do jeitinho brasileiro. Deu nisso! Há malandro demais para otário de menos, e o resultado é o caos.

 

 

 

O povo está do lado da polícia, não dos bandidos. E vibra quando esses marginais morrem e são presos, enquanto chora quando os policiais heróis são assassinados por delinquentes, que não são “vítimas da sociedade” coisa alguma, mas monstros por escolha própria.

Quinta, 27 Outubro 2016 18:09

COVARDIA COM OS JOVENS

Os partidos de esquerda que defendem as “ocupações” nas escolas, que querem substituir a educação pela doutrinação ideológica, enxergam os jovens como massa de manobra.

 

 

 

O PT não é nem nunca foi o partido dos trabalhadores, muito menos o partido dos pobres. É o partido dos corporativistas, dos servidores públicos que querem privilégios à custa dos trabalhadores. Isso ficou muito claro não só durante a gestão petista, como principalmente depois.

Se o negro gay e pobre for liberal, aí é um traidor, alguém com “alma branca”, que faz o papel de capacho dos “senhores escravocratas”, ou seja, os brancos que também não são de esquerda.

Quinta, 29 Setembro 2016 14:33

O ÚNICO TRUNFO DE TRUMP É HILLARY

 

 

 

Os Estados Unidos nunca tiveram dois candidatos tão fracos disputando a vaga ao cargo mais poderoso do planeta. Isso já era visível, mas ficou ainda mais durante o primeiro debate ocorrido esta semana entre os dois. É verdade que debates são shows para indecisos, e tudo que importa é a “linguagem corporal”, a aparência de “presidenciável”. Mas mesmo assim foi assustador.

 

 

 

Em outras palavras: será que nosso lado mais Tupi não representa um obstáculo às conquistas obtidas pelo anglo-saxão, e um tanto desprezadas pelo autor? Será que nossa receita deve ser o modelo ocidental com fortes pitadas nambiquaras e africanas, como sugere Giannetti? Em pesquisas espontâneas, o povo da Nigéria também se destaca pela aparente felicidade.

  • Copyright © 2007. www.rplib.com.br . Todos os direitos reservados.

    Republicação ou redistribuição do conteúdo do site RPLIB é permitido desde que citada a fonte. O site RPLIB não se responsabiliza por opiniões, informações, dados e conceitos emitidos em artigos e colunas assinados e nos textos em que é citada a fonte.