Sex10202017

Last updateDom, 01 Set 2013 9am

Ubiratan Iorio

Ubiratan Iorio

UBIRATAN IORIO, Doutor em Economia EPGE/Fundação Getulio Vargas, 1984), Economista (UFRJ, 1969).Vice-Presidente do Centro Interdisciplinar de Ética e Economia Personalista (CIEEP), Diretor da Faculdade de Ciências Econômicas da UERJ(2000/2003), Vice-Diretor da FCE/UERJ (1996/1999), Professor Adjunto do Departamento de Análise Econômica da FCE/UERJ, Professor do Mestrado da Faculdade de Economia e Finanças do IBMEC, Professor dos Cursos Especiais (MBA) da Fundação Getulio Vargas e da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Coordenador da Faculdade de Economia e Finanças do IBMEC (1995/1998), Pesquisador do IBMEC (1982/1994), Economista do IBRE/FGV (1973/1982), funcionário do Banco Central do Brasil (1966/1973). Livros publicados: "Economia e Liberdade: a Escola Austríaca e a Economia Brasileira" (Forense Universitária, Rio de Janeiro, 1997, 2ª ed.); "Uma Análise Econômica do Problema do Cheque sem Fundos no Brasil" (Banco Central/IBMEC, Brasília, 1985); "Macroeconomia e Política Macroeconômica" (IBMEC, Rio de Janeiro, 1984). Articulista de Economia do Jornal do Brasil (desde 2003), do jornal O DIA (1998/2001), cerca de duzentos artigos publicados em jornais e revistas. Consultor de diversas instituições.

Terça, 20 Julho 2004 21:00

Em Defesa da Igreja

Nosso objetivo neste pequeno artigo não é o de aprofundar a defesa do verdadeiro direito à vida nos moldes da doutrina da Igreja (para isso, basta ler as encíclicas sociais de João Paulo II, por exemplo), mas, também, o de apontar para os inimigos da moral católica, exibindo a sua verdadeira face.

Sexta, 09 Julho 2004 21:00

A Vidraça e os Adjetivos

Este governo, excetuando-se duas ou três figuras, não é de esquerda e nem de direita, não é liberal e nem social-democrata: é, simplesmente, incompetente!

Domingo, 04 Julho 2004 21:00

A Reforma da Economia Real

Como a “sociedade” está longe de ser um gigantesco indivíduo, cuja personalidade seja o somatório ou a média das individualidades que a compõem, segue-se que, a rigor, a “macroeconomia” não tem relevância maior no mundo real.

Terça, 29 Junho 2004 21:00

O Centauro

Eis o navio petista! Pragmatismo econômico de um lado, obtusidade política-ideológica de outro; Banco Central responsável a bombordo, irresponsabilidade nos gastos públicos a estibordo; Palocci na proa, Dirceu na popa; Meirelles no convés, Rebelo nos porões. A que destino levará?

Segunda, 28 Junho 2004 21:00

Pobre América Latina

Cada país da América Latina teve ou ainda tem – como o patético Hugo Chávez está aí para comprovar – figuras semelhantes ao falecido Leonel Brizola e creio que não seja necessário citá-los um a um.

Domingo, 20 Junho 2004 21:00

Relativismo Moral e Violência

Neste artigo, o professor Ubiratan analisa a crise moral por que passa a sociedade brasileira, e aponta essa crise como centro da violência percebida no Brasil.

Domingo, 06 Junho 2004 21:00

Os Limites da Política Econômica

Como a prometida autonomia do Banco Central foi para as calendas, o jogo continua sendo disputado como sempre o foi, sob condições de subordinação da equipe econômica aos ditames do setor político.

Sábado, 29 Maio 2004 21:00

Os Piores Cegos

Não é o pessimismo nem, tampouco, qualquer teoria econômica liberal que nos levam a afirmar isto. É a inexorável verdade, enjoada, mas irrefutável, da aritmética contábil.

O lema deste governo, ao que parece – escamoteado sob o eufemismo da agenda positiva -, é “podem falar de mim, mas só se falarem bem”!

Segunda, 10 Maio 2004 21:00

Respeitem o Trabalhador

Na economia e em outros campos da ação humana, entre uma ação e seus efeitos finais, decorre um decurso de tempo, em que os resultados costumam ser, temporariamente, contrários aos desejados.

  • Copyright © 2007. www.rplib.com.br . Todos os direitos reservados.

    Republicação ou redistribuição do conteúdo do site RPLIB é permitido desde que citada a fonte. O site RPLIB não se responsabiliza por opiniões, informações, dados e conceitos emitidos em artigos e colunas assinados e nos textos em que é citada a fonte.