Dom09262021

Last updateDom, 01 Set 2013 9am

12 Set 2005

Refrescando a Memória

Escrito por 

Educação é direito de todos, mas o chefe de Estado tem regalias superiores. Mesmo assim, só um partido como o PT poderia fazer Lula presidente da República.

A República de Pernambuco acabou. A capitania hereditária de Duarte Coelho obteve o comando simultâneo de dois dos três poderes de Estado e desabou. Em poucas semanas morreu Miguel Arraes, que conseguiu sobreviver quase vinte anos ao sepultamento de suas idéias sob o Muro de Berlim, Lula virou anedota e Severino nome feio, daqueles de puxar briga. Um guri chama o outro de Severino na sala de aula e tem catiripapo na saída do colégio.

Até bem pouco, criticar Lula era quase um passaporte para o descrédito. Dissesse ele o que dissesse, fizesse o que fizesse, resistia no juízo popular com a mesma tenacidade com que se recusou ao longo da vida aos testes dos boletins escolares. Lula era o melhor exemplo de que na política, em tempos de populismo, a ignorância tem futuro promissor. Educação é direito de todos, mas o chefe de Estado tem regalias superiores. Mesmo assim, só um partido como o PT poderia fazer Lula presidente da República. E fez. Farinha da mesma tapioca, Severino deputado federal já era uma demasia. Só o PT poderia fazer dele presidente da Câmara dos Deputados. E fez.

Fez? Fez. É bom lembrar que foi o PT que viabilizou a vitória de Severino quando impôs a candidatura de Greenhalgh, contra a vontade expressa da maioria. O arrogante candidato oficial não tinha apoio sequer na própria bancada, que acabou tendo dois candidatos. Se o petista dissidente Virgílio Guimarães tivesse ido para o segundo turno seria vitorioso. Mas o PT errou o lance, Greenhalgh chegou na frente de Virgílio, foi para a disputa com Severino e fez menos votos no segundo turno do que no primeiro. De desonesto nem o PT acusava o pernambucano, mas de corporativo e ignorante, sim. E eu me perguntava: mas não foi o PT estuário dos mais rutilantes corporativismos nacionais? Não foi o PT que nos colocou sob a presidência de Lula? Quem é roto e quem é descosido nessa história?

Pois bem. A base do governo, fomos descobrindo com o tempo, estava formada por muitos dos piores elementos dos demais partidos políticos do Congresso. Foram selecionados a dedo e buscados para integrá-la todos aqueles congressistas que o PT oposicionista lançava em rosto de seus adversários para exaltar a própria correção. E não foi diferente com Severino. Eleito num dia, xingado no outro, já no terceiro estava manobrando na trincheira do Planalto e indicando ministro com força suficiente para mandar Olívio Dutra de volta para Porto Alegre. É bom que a sociedade não esqueça de como as coisas aconteceram.

Última modificação em Domingo, 01 Setembro 2013 13:22
Percival Puggina

O Prof. Percival Puggina formou-se em arquitetura pela UFRGS em 1968 e atuou durante 17 anos como técnico e coordenador de projetos do grupo Montreal Engenharia e da Internacional de Engenharia AS. Em 1985 começou a se dedicar a atividades políticas. Preocupado com questões doutrinárias, criou e preside, desde 1996, a Fundação Tarso Dutra de Estudos Políticos e Administração Pública, órgão do PP/RS. Faz parte do diretório metropolitano do partido, de cuja executiva é 1º Vice-presidente, e é membro do diretório e da executiva estadual do PP e integra o diretório nacional.

  • Copyright © 2007. www.rplib.com.br . Todos os direitos reservados.

    Republicação ou redistribuição do conteúdo do site RPLIB é permitido desde que citada a fonte. O site RPLIB não se responsabiliza por opiniões, informações, dados e conceitos emitidos em artigos e colunas assinados e nos textos em que é citada a fonte.