Sex04162021

Last updateDom, 01 Set 2013 9am

26 Ago 2005

Sítio do Pica-Pau Amarelo

Escrito por 

Olavo de Carvalho lembrou, dia desses, o filósofo Raymond Abellio a respeito da América Latina, dizendo que “nesta parte do mundo a marcha da inteligência não segue o ritmo da História, mas o tempo geológico”.

A entrevista coletiva do ministro Palocci rebatendo acusação feita por seu ex-acessor “abandonado”, Rogério Buratti, de ter recebido propina da empreiteira Leão Leão quando prefeito de Ribeirão Preto, fez Lula ainda menor. Palocci alvejou Lula quando disse que pode ter ocorrido algum ato de corrupção isolado, mas que se fosse o caso de corrupção sistemática, teria tomado conhecimento. Lula tinha o maior esquema de corrupção “deste País” debaixo de suas barbas e de nada sabia?! Já o Estado de S. Paulo divulgou que a Leão Leão assinou oito contratos sem licitação e venceu uma concorrência pública de R$ 41 milhões na época do prefeito Palocci, e O Globo publicou que os donos do Omega blindado usado por Delúbio para ir depor na Comissão de Ética(?) do PT, são donos de um contrato com a Prefeitura de Ribeirão Preto, assinado no primeiro mandato de Palocci.

Lula, a cada dia que passa, vai definhando, mostrando seu caráter duvidoso e seu compromisso com o poder. Calado ou tergiversando como criança acuada, mostra todo seu despreparo e falta de coragem de mudar o cenário melancólico e caótico, cuja sujeira sem precedentes, engole seu pífio mandato. Falta-lhe coragem de apontar culpados e, como ameaçou Dirceu, de dar nomes àqueles a quem atribui o pecado da traição. Lula não dá um pio a respeito de Paulo Rocha, João Magno, professor Luizinho, Josias Gomes da Silva, Gushiken e João Paulo Cunha. Quando Buratti acusou Palocci, preferiu falar a respeito da Copa do Mundo. Não tem coragem de expulsar do partido que fundou, Delúbio, Silvinho, Genoino e comparsas, por duas simples razões: sabe que não foi traído e, caso tente afogar os companheiros na lama, será tragado por um tsunami de denúncias que poderão ser facilmente comprovadas pelos delatores. Os companheiros do PT são acusados de corrupção passiva, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, formação de quadrilha e Lula prefere os discursos pelo Brasil com ônibus fretados e retóricas populistas de botequim.

Em cerimônia de entrega de ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência declarou que “em matéria de saúde os outros países do mundo podem vir ao Brasil e aprender o que é saúde”. Esqueceu de dizer que as ambulâncias do programa ficaram nove meses sem condições de uso. No final do ano passado, o governo entregou 37 veículos novos ao Distrito Federal. Mas as ambulâncias foram equipadas com serviços, como o de UTI móvel, apenas entre maio e junho desse ano. Depois disso é que os funcionários do SAMU passaram a ser treinados. Está registrado na mídia.

“O meu trabalho de presidente não é apenas o de administrar a grande política de Brasília, é cuidar para que a família brasileira viva em harmonia, viva em paz”, proclamou o ícone da esquerda latino-americana. “Que pai goste do filho, que filho goste da mãe e que juntos eles possam construir a base da nação livre e soberana que nós vamos consagrar no nosso país.” Sobre a “grande política de Brasília” Lula mostra que faz parte do sistema. Mas seu melhor desempenho mesmo está na família: a Telemar colocou R$ 5 milhões na empresa de seu filho. “Se a família não estiver integrada, se não houver harmonia entre pai, mãe e filho, se não houver harmonia entre todos aqueles que compõem a base da sociedade, que é a estrutura familiar, tudo mais fica difícil”. Jackson Inácio da Silva, irmão de Lula, comprova a harmonia familiar: “Se meu pai fosse vivo, dava um tapa no pé da orelha dele, para ser mais vivo”. “Falar que ele não sabia de nada é muita ingenuidade”, reclamou afirmando que Lula “tem uma vida” com Dirceu, Delúbio, Genoino e Duda Mendonça. Ao estilo do irmão Jackson filosofou: “Uma namorada pode me trair um mês, mas, se ela me trair uma vida inteira, um dia eu vou saber”. Toninho da Barcelona afirmou que o esquema petista ocorre desde 1989. Haja traição!

A aprovação de Lula caiu de 55% para 45%. A desaprovação passou de 38% para 45%. A confiança em Lula despencou de 56% para 43%. A falta de confiança subiu de 38% para 52%. Mas o Copom já sinaliza queda de juros para setembro. Captou?!

Olavo de Carvalho lembrou, dia desses, o filósofo Raymond Abellio a respeito da América Latina, dizendo que “nesta parte do mundo a marcha da inteligência não segue o ritmo da História, mas o tempo geológico”. Infelizmente, ao lembrar-mos de Fidel Castro, Hugo Chávez, Lula e companheiros, concluímos que Abellio estava coberto de razão. Mas para Lula tudo vai indo bem. Logo tudo não passará de um golpe orquestrado por Bush, pelos falcões de Washington, que não querem que os mais puros, verdadeiros e modernos pensamentos da esquerda latina construam o paraíso marxista aqui no sítio do pica-pau amarelo...

Última modificação em Domingo, 01 Setembro 2013 13:34
André Plácido

André Arruda Plácido nasceu em Pirajuí (SP) e é cidadão português. Reside em Londrina (PR) onde graduou-se em Relações Públicas e Teologia. Em Bauru (SP) concluiu o curso de Jornalismo. Fez especialização em Comunicação e Liderança em Missões Mundiais pelo Haggai Institute em Cingapura. É professor de comunicação, poeta, radialista, cronista e fotógrafo.

Website.: fotologue.jp/andrearrudaplacido
  • Copyright © 2007. www.rplib.com.br . Todos os direitos reservados.

    Republicação ou redistribuição do conteúdo do site RPLIB é permitido desde que citada a fonte. O site RPLIB não se responsabiliza por opiniões, informações, dados e conceitos emitidos em artigos e colunas assinados e nos textos em que é citada a fonte.