Sex03052021

Last updateDom, 01 Set 2013 9am

17 Mai 2004

Lula Vai Proibir Fábricas de Bebidas no País?

Escrito por 

O cancelamento do visto do jornalista do The New York Times, Larry Rohter Junior, autor da reportagem que acusa Lula de abusar de bebidas alcoólicas ganhou o mundo.

O cancelamento do visto do jornalista do The New York Times, Larry Rohter Junior, autor da reportagem que acusa Lula de abusar de bebidas alcoólicas ganhou o mundo. Pior: o governo se apóia em uma lei da época da ditadura militar para expulsar Rohter do Brasil. A presidente da Associação dos Correspondentes Estrangeiros, Verónica Goyzueta, declarou: “Nossa situação de trabalho fica complicada. É uma ameaça à liberdade de imprensa, pois se você escrever algo que desagrada o governo, corre o risco de ser perseguido e retaliado com a perda do visto”. Verónica lamenta que a decisão seja tomada por um governo que possui políticos que foram perseguidos pela ditadura militar.

O presidente nacional da OAB, Roberto Buzatto, declarou: “Eu não me lembro, nem na época da ditadura, que o governo tenha expulsado um jornalista, porque a cassação do visto de permanência significa uma expulsão do País. Não tenho notícia de que isso existiu, mesmo no tempo do obscurantismo neste País.” Já a Repórteres Sem Fronteiras diz que a medida incluirá o Brasil na lista dos países que desrespeitam a liberdade de imprensa.

O The Times afirma que Lula, “um ex-lider sindical e metalúrgico que subiu ao poder com uma agenda populista há 16 meses, é conhecido por gostar de cachaça, um potente rum de cana-de-açúcar” e que sua popularidade sofreu baixas nos últimos meses, parcialmente por causa do fracasso do governo de cumprir suas promessas para enfrentar o desemprego e a pobreza. A presidente da Associação dos Correspondentes Estrangeiros em Londres, Catherine Mayer, disse que a decisão do governo de “expulsar um jornalista por criticar o presidente tem implicações preocupantes para liberdade de imprensa” no país. Também o Daily Telegraph disse que no Brasil, “alguns afirmaram que ficaram chocados ao ver autoridades, muitas das quais foram presas ou exiladas por se oporem às ditaduras militares, recorrendo às táticas autoritárias que tinham sido usadas naquela época”.

A Sociedade Interamericana de Imprensa foi além e relacionou o fato a outros “incidentes contrários à liberdade de expressão” que estariam ocorrendo na Venezuela. O presidente da Comissão da Liberdade de Imprensa, Rafael Molina, disse que é preocupante verificar que enquanto na Venezuela um empresário do setor jornalístico teve uma propriedade expropriada e um jornalista enfrenta um tribunal militar, no Brasil ocorre o cancelamento do visto do correspondente americano. “Com esta decisão se põe em dúvida a verdadeira existência da liberdade de expressão no Brasil”, disse. Lula e Chávez idolatram Fidel Castro. Qualquer semelhança seria mera coincidência?!
Leonel Brizola questionou: “Quem expulsa um repórter do País não seria capaz de pedir a demissão de um jornalista brasileiro aos meios de comunicação, muitos dos quais se encontram, como todos sabem, na fila do BNDES, à espera de empréstimos governamentais?”.

Mas há quem veja tudo com normalidade, como o presidente nacional do PT, José Genoíno, quem disse que a reação do governo à matéria foi na medida certa. “Você não pode aceitar atingir a Presidência da República, com repercussão na imagem do País lá fora, sem nenhuma reação. O País não podia ficar calado, este País tem de ser respeitado. O mundo civilizado age assim, os países agem assim. Nós não estamos ferindo a liberdade de imprensa; nós estamos respeitando a liberdade de imprensa.”. Quais são os países civilizados aos quais Genoíno se refere? Cuba? Coréia do Norte? China?

Enquanto isso o novo salário mínimo é um fiasco, o Brasil tem 45% dos trabalhadores na informalidade, o Programa Primeiro Emprego – anunciado como o maior programa de empregos da Terra –, que deveria empregar 250 mil jovens em um ano, depois de 11 meses não empregou mil e agora serão necessários 331 mil empregos por mês até dezembro de 2006 para chegar aos 10 milhões prometidos por Lula. Jean Adler, editor de política externa do Le Monde, escreveu sobre o primeiro ano do governo Lula: “incapaz de se antecipar, de administrar ou mesmo superar crises internas de qualquer espécie”. O ministro da Cultura Gilberto Gil disse não saber como resolver a questão do desemprego mas afirmou: “só acho que todos devem assumir a responsabilidade e trabalhar”. Esqueceu de dizer aos milhões de desempregados onde eles podem começar na segunda-feira!

Mas na Grã-Bretanha a oferta de emprego cresce sem parar desde 1992 e a economia dos EUA cresceu 4,2% no primeiro semestre. Tudo isso mostra o despreparo do PT, um bando de caipiras que vivem falando em “arrumar o time para ganhar o campeonato”. Demagogia de botequim e metáforas vazias, principalmente de Lula, desprovido de capacidade intelectual para cumprir as funções do importante cargo que ocupa. Será que vai haver MP fechando as fábricas de bebida, assim como foi o caso dos bingos e Waldomiro Diniz?

Tom Zé está na Alemanha e disse ao site da Deutsche Welle que “viver no nordeste é um exercício diário de inteligência”. Vai ver que foi isso que faltou a Lula. Ele veio muito cedo para o sudeste...

Última modificação em Quarta, 30 Outubro 2013 21:29
André Plácido

André Arruda Plácido nasceu em Pirajuí (SP) e é cidadão português. Reside em Londrina (PR) onde graduou-se em Relações Públicas e Teologia. Em Bauru (SP) concluiu o curso de Jornalismo. Fez especialização em Comunicação e Liderança em Missões Mundiais pelo Haggai Institute em Cingapura. É professor de comunicação, poeta, radialista, cronista e fotógrafo.

Website.: fotologue.jp/andrearrudaplacido
  • Copyright © 2007. www.rplib.com.br . Todos os direitos reservados.

    Republicação ou redistribuição do conteúdo do site RPLIB é permitido desde que citada a fonte. O site RPLIB não se responsabiliza por opiniões, informações, dados e conceitos emitidos em artigos e colunas assinados e nos textos em que é citada a fonte.