Dom10252020

Last updateDom, 01 Set 2013 9am

22 Jul 2005

A Lenta Agonia do Samurai

Escrito por 

Se desta forma o presidente trata seus amigos, imagine-se que tratamento dispensaria a inimigos. Este é o Lula que só agora o Brasil vem a conhecer, um náufrago à espera de seu salvador, mas que não poupa da humilhação o velho samurai.

Quem não conhece o presidente Lula diria que ele é um sádico, pela forma lenta, titubeante, com que afasta seus subordinados. Primeiro, demitiu e readmitiu o ministro das Cidades, Olívio Dutra, que teve a petulância – aturada por Luiz Inácio – de recusar outro cargo.

O poderoso ministro da Secretaria de Comunicação e Gestão Estratégica havia tido seu pedido de demissão aceito por Lula – por intermédio de um eloqüente silêncio – depois, ouviu algo que soou como uma declaração de desagravo na voz de Lula: “Gushiken só sai do governo se quiser”.

Após conversar com seus botões, Lula humilha o querido amigo de 30 anos, sempre carinhosamente chamado de Chininha, rebaixando-o. Este, apegado ao poder, aceitou a esmola e passou a ficar subordinado à Casa Civil de Dilma Roussef.

Num assomo quiçá ciclotímico, Lula resolveu novamente mudar a situação de seu amigo e colaborador, rebaixando-o ainda mais, passa agora a “assessor especial” do Núcleo de Assuntos Estratégicos da Presidência. E não bastasse a humilhação do novo rebaixamento, Lula trocou seu chefe, Gushiken passa a reportar-se a Luiz Dulci, secretário geral da presidência.

Não se sabe absolutamente o que se passa na cabeça presidencial, que a estudantes diz que é melhor dizer bobagens do que fazê-las, mas ele parece não estar bem psicologicamente.

Nem poderia...

Luiz Gushiken, logo ele, tão amigo, tão leal e tão chegado, recebeu e aceitou o mais cruel tratamento dispensado por Lula àqueles que lhe dedicaram fidelidade canina, como dizia José Dirceu, com indisfarçável hipocrisia.

Se desta forma o presidente trata seus amigos, imagine-se que tratamento dispensaria a inimigos. Este é o Lula que só agora o Brasil vem a conhecer, um náufrago à espera de seu salvador, mas que não poupa da humilhação o velho samurai. Talvez nem mesmo ele, Lula, se reconheça ao espelho.

Última modificação em Domingo, 01 Setembro 2013 13:42
Luiz Leitão

Luiz Leitão da Cunha é administrador e consultor de investimentos, sendo articulista e colunista internacional, especialmente para países lusófonos. É colaborador do Jornal de Brasília, Folha do Tocantisn, Jornal da Amazônia, Diário de Cuiabá, Publico (Portugal), entre outros.

  • Copyright © 2007. www.rplib.com.br . Todos os direitos reservados.

    Republicação ou redistribuição do conteúdo do site RPLIB é permitido desde que citada a fonte. O site RPLIB não se responsabiliza por opiniões, informações, dados e conceitos emitidos em artigos e colunas assinados e nos textos em que é citada a fonte.