Qui04152021

Last updateDom, 01 Set 2013 9am

27 Jun 2005

"Indignados e Indignadas"

Escrito por 

“Meus amigos e minhas amigas”. Assim o presidente Lula iniciou seu pronunciamento ao Brasil sobre a corrupção. Sarney diria: “brasileiros e brasileiras”. Collor: “minha gente”. O tom íntimo do presidente foi forçado, mas tudo bem.

“Meus amigos e minhas amigas”. Assim o presidente Lula iniciou seu pronunciamento ao Brasil sobre a corrupção. Sarney diria: “brasileiros e brasileiras”. Collor: “minha gente”. O tom íntimo do presidente foi forçado, mas tudo bem.

Dia desses Lula, no mais puro estilo Chávez, afirmou que ninguém neste País tem mais autoridade moral e ética do que ele. Concluiu dizendo aos amigos e amigas que seu governo é o máximo! “Se tem um governo que tem sido implacável no combate à corrupção, desde o primeiro dia, é o meu governo”. Comparou com qual outro? Quais as estatísticas? Só esqueceu dos ataques manjados contra o imperialismo, a globalização, o neoliberalismo e o “capetalismo”. Mas não esqueceu do “nunca o Brasil viu”, “nunca a Polícia Federal”, “nunca o Ministério Público”, “o que nunca foi feito” etc. Pena que o povo não pôde dizer que nunca pensava que o PT, cujas lutas proletárias contra a ditadura tão alardeadas pelos quatro cantos do Brasil e que tentou a presidência por outras três vezes, fosse cometer os mesmos pecados de tantos outros do passado em pouco mais de dois anos. Lula-lá cansou de dizer que não poderia errar.

Afirmou que a corrupção está sendo combatida. “O corrupto deve ser sempre punido, e sempre de forma exemplar. Seja ele quem for, venha de onde vier, seja adversário e aliado”. E ainda lembrou: “Tenho afirmado que o combate à corrupção é como uma casa onde há muito tempo não se faz uma limpeza de verdade, e onde muita sujeira está acumulada há muito tempo. Quando você começa a limpar, o que mais aparece é lixo: atrás da porta, debaixo dos móveis, dentro dos armários.” Por que será que Lula não limpou a sujeira atrás da porta com a CPI dos Bingos desde o escândalo Waldomiro Diniz? Por que demorou mais de um mês para olhar debaixo dos móveis e demitir José Dirceu, isso depois de tentar abafar a CPI dos Correios desde Seul, até chegando a recrutar Palocci para a liberação dos R$ 400 milhões? Segundo a IstoÉ, as agências SMPB e DNA Propaganda, leia-se Marcos Valério Fernandes de Souza, acusado por Roberto Jefferson de ser o operador do mensalão, sacaram R$ 20,6 milhões em dinheiro entre julho de 2003 e maio de 2005. Pelo jeito tem muito para se limpar dentro dos armários do Planalto...

Já o PSDB, que pedia a CPI dos Bingos, estranhamente desistiu depois da inevitável instalação das CPIs da Privatização, das irregularidades no Cartão do SUS e das privatizações no setor elétrico – todas da era FHC -, e agora diz que as quatro CPIs poderiam “comprometer a governabilidade e o funcionamento normal das instituições”. O líder tucano no Senado, Arthur Virgílio, avisou que o PSDB está pronto para indicar seus componentes em qualquer CPI, inclusive as que investigariam o governo FHC.

Enquanto isso, o juro do crédito pessoal nos bancos foi para 77,2% e a taxa média cobrada do cheque especial é de 147,6% ao ano. Para compra de veículos, o custo médio do empréstimo subiu para 37,4%, a taxa média de juros bancários subiu para 49,4% e o spread - ganho dos bancos com a diferença entre as taxas de aplicação e de captação - subiu para 30% anuais.

Aécio Neves, governador de Minas, disse que  Lula é “experiência do messianismo” e que não há mais espaço para “vendedores de ilusões”. Por sua vez, FHC disse que recebeu duras críticas do PT quando era presidente. Diziam “fora FHC”. Hoje implora: “governa Lula, mas, pelo amor de Deus, governa!”

“Sou daqueles que acreditam que a verdade sempre prevalece, mais cedo ou mais tarde”, disse Lula. É o que mais queremos! Queremos saber aquilo que Lula não disse: sabia ou não do mensalão? Alguns dizem que sabia desde 2004 e Jefferson teria avisado no começo do ano. Viagens pelo mundo, pedidos de participação no Conselho de Segurança da ONU, busca pela liderança na América Latina e a “casa” sem faxineira...

Heloísa Helena (PSOL-AL) afirmou ao JB: “Como conhecedora da máquina partidária, afirmo que é impossível o Ministro José Dirceu, Delúbio Soares e Silvinho Pereira patrocinarem qualquer ação dentro do governo sem autorização e consentimento do presidente. “Ê mulé porreta!”

Lula criou 27.203 cargos novos. Destes, 3.938 são de confiança. Isso significa criar 906 cargos por mês, ou 32 cargos por dia, ou 1,3 cargos por hora. Isso é que é “confiança”!

Em seu próximo pronunciamento Lula poderia começar dizendo: “Indignados e indignadas...”

Última modificação em Quarta, 18 Setembro 2013 19:58
André Plácido

André Arruda Plácido nasceu em Pirajuí (SP) e é cidadão português. Reside em Londrina (PR) onde graduou-se em Relações Públicas e Teologia. Em Bauru (SP) concluiu o curso de Jornalismo. Fez especialização em Comunicação e Liderança em Missões Mundiais pelo Haggai Institute em Cingapura. É professor de comunicação, poeta, radialista, cronista e fotógrafo.

Website.: fotologue.jp/andrearrudaplacido
  • Copyright © 2007. www.rplib.com.br . Todos os direitos reservados.

    Republicação ou redistribuição do conteúdo do site RPLIB é permitido desde que citada a fonte. O site RPLIB não se responsabiliza por opiniões, informações, dados e conceitos emitidos em artigos e colunas assinados e nos textos em que é citada a fonte.