Imprimir esta página
25 Jul 2019

UMA BREVE NOTA SOBRE O CIENTIFICISMO

Escrito por 
Avalie este item
(1 Votar)

 

 

 

Uma das grandes esquisitices dessa nossa vida doida manifesta-se, toda portentosa, quando vemos uma pessoa, devidamente diplomada, fazendo pouco caso dos inúmeros fenômenos que estão além de sua compreensão, do nosso entendimento, com aquela soberba pose de superioridade “científica”.

 

Uma das grandes esquisitices dessa nossa vida doida manifesta-se, toda portentosa, quando vemos uma pessoa, devidamente diplomada, fazendo pouco caso dos inúmeros fenômenos que estão além de sua compreensão, do nosso entendimento, com aquela soberba pose de superioridade “científica”.

Ora, até onde sei, esse trambolho chamado de realidade, é, por constatação, imensamente maior e mais complexa que nossa mísera cuca e, por isso mesmo, a admiração, o espanto e uma capacidade para suportar um prolongado estado de dúvida, deveriam ser cultivados como pré-requisitos fundamentais para se ampliar o tal do entendimento.

Mas esse não é o procedimento que é quisto pelos diplomados e burocratas do saber. Não. Para essa gente, em sua ampla maioria, realidade seria apenas aquilo que se encaixa perfeitamente em seus esquemas mentais, que são formados por meia dúzia de joguinhos linguísticos rotos que são afetuosamente chamamos de “linguagem científica”, mas que, de científica apenas tem o nome [e olhe lá].

Resumindo: se algo manifesta-se na realidade e, por conspiração do destino, não se enquadra em nosso catálogo de cacoetes mentais, para essa gente isso “não ecxiste”, apesar de estar bem diante de suas ventas.

 

 

 

Dartagnan Zanela

Professor e ensaísta. Autor dos livros Sofia Perennis, O Ponto Arquimédico, A Boa Luta, In Foro Conscientiae e Nas Mãos de Cronos – ensaios sociológicos.

Mais recentes de Dartagnan Zanela