Sáb12052020

Last updateDom, 01 Set 2013 9am

06 Jun 2019

A NAÇÃO DE UM AVISO

Escrito por 

Se manifestações nas ruas não forem suficientes, Gandhi nos ensinou que outras formas de pressão SEM VIOLENCIA têm relevantes resultados. Bastaria reformula-las e adapta-las à nossa moda e ao nosso contexto.

 

1. Ao Presidente:

que prossiga na senda da integridade e da ética, mas que compreenda que muitos não foram às ruas como bolsonaristas e sim como patriotas, para defender as bandeiras das mudanças inadiáveis para o Brasil.

2. Aos brasileiros:

que nossa lealdade não será para com partidos, homens ou qualquer organização, mas sim para com o Brasil.

3. Aos infelizes políticos e seus desacreditados partidos.

Que não tentem sabotar o governo e as reformas, para preservar seus privilégios imorais e seu ilegítimo poder. A paciência tem limites.

4. À esquerda marxista.

que o combate à essa ideologia liberticida, amoral e apátrida será uma constante e, agora, revitalizada e ainda mais motivada.

5. A alguns ministros do STF.

que seus dias de exacerbado e ilimitado poder vão terminar. Não tentem sabotar a Lava Jato e proteger políticos corruptos.

6. Aos bons brasileiros.

que têm de manter a pressão nas redes sociais e mandando emails constantes aos deputados, senadores e ministros do STF, deixando claro qual o comportamento que deles se espera.

7. Aos novos deputados e senadores.

que renovem as antigas carcomidas lideranças fisiológicas e moralmente corrompidas. Assumam o púlpito e empunhem a bandeira da recuperação moral e ética dessas Casas Legislativas. A conduta de vocês, novos deputados e senadores, tem sido tímida. A Nação quer ouvi -los falar e denunciar.

Se manifestações nas ruas não forem suficientes, Gandhi nos ensinou que outras formas de pressão SEM VIOLENCIA têm relevantes resultados. Bastaria reformula-las e adapta-las à nossa moda e ao nosso contexto.

PARABÉNS COMPATRIOTAS. É a Nação que mostrou querer se salvar a si mesma, sem tutela das FA e mostrando aos podres poderes que esta terra terá novos donos. Que agora ele será do cidadão que se impõe aos seus péssimos representantes.

Última modificação em Sexta, 03 Abril 2020 14:33
Luiz Eduardo Rocha Paiva

O General de Brigada Luiz Eduardo Rocha Paiva nasceu na cidade de Niterói (RJ) em 07 de setembro de 1951.

Foi graduado Oficial da Arma de Infantaria em 1973, na Academia Militar das Agulhas Negras e passou à reserva remunerada em 2007, com mais de 40 anos de serviço ativo.

Possui cursos dos níveis de graduação, mestrado e doutorado na área de Ciências Militares, respectivamente, na Academia Militar das Agulhas Negras, Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais e Escola de Comando e Estado-Maior do Exército.

Pós-Graduação MBA Executivo do Exército Brasileiro – Especialização – na Fundação Getulio Vargas – RJ.

Foi instrutor na Academia Militar das Agulhas Negras, na Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais e na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército.

Em 1985, estagiou na 101ª Divisão de Assalto Aéreo do Exército dos EUA, onde fez o Curso de Assalto Aéreo.

Em 1992/1993, foi Observador Militar das Nações Unidas, na missão de paz em El Salvador – América Central.

Em 1994/1995 fez o Curso de Altos Estudos Militares da Escola Superior de Guerra do Exército Argentino.

Em 1998/1999, foi comandante do 5º Batalhão de Infantaria Leve em Lorena – SP, unidade da Força de Ação Rápida do Exército. Na oportunidade, comandou missão de pacificação no sul do Pará em conflito entre o MST e fazendeiros locais.

Como oficial-general foi gerente do Programa Excelência Gerencial do Exército, Comandou a Escola de Comando e Estado-Maior e foi Secretário-Geral do Exército.

Recebeu dezessete condecorações nacionais e seis estrangeiras.

É professor emérito da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, membro da Academia de História Militar Terrestre do Brasil, Diretor Da Área de Geopolítica e Conflitos do Instituto Sagres, em Brasília, e Conselheiro da Comissão de Anistia do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, cargo não remunerado.

É palestrante e escreve artigos sobre geopolítica, estratégia, liderança, política nacional e a Força Expedicionária Brasileira, publicados em livros, jornais e revistas nacionais e estrangeiras. 

É casado com a Sra. Nadia Maria Rocha de Lima Paiva, há 45 anos, com quem tem dois filhos: Rodrigo de Lima Paiva - Ten Cel de Infantaria - e Fabio de Lima Paiva - Analista Sênior do Banco do Brasil - e quatro netos. 

  • Copyright © 2007. www.rplib.com.br . Todos os direitos reservados.

    Republicação ou redistribuição do conteúdo do site RPLIB é permitido desde que citada a fonte. O site RPLIB não se responsabiliza por opiniões, informações, dados e conceitos emitidos em artigos e colunas assinados e nos textos em que é citada a fonte.