Sex11152019

Last updateDom, 01 Set 2013 9am

26 Mar 2005

Brasília é Uma Festa!

Escrito por 

Estamos bem abastecidos de presidentes. O presidente da República, coisa que não se improvisa, adora um improviso, troca de boné como troca de idéia e só abre a boca quando não tem certeza.

Estamos bem abastecidos de presidentes. O presidente da República, coisa que não se improvisa, adora um improviso, troca de boné como troca de idéia e só abre a boca quando não tem certeza. O presidente da Câmara dos Deputados deu uma no prego e agora só acerta na ferradura.

Em sua mais recente manobra exigiu que a pasta das Comunicações fosse entregue a um mero coroinha do baixo clero. Resultado: a missa da reforma ministerial terminou antes do Ofertório. Cheguei a imaginar que o PP, ainda que pela porta dos fundos, entraria, enfim, para o catecumenato oposicionista, mas me enganei. O Severino estava brincando: "Na oposição, eu? Eu adoro governo!" O presidente do Senado foi ministro de FHC e pulou para a base do governo Lula. É outro peixe que só sobrevive no aquário do Planalto. O presidente do Supremo Tribunal Federal - professor, deputado federal, ministro da Justiça no governo anterior - ainda não decidiu se agora é magistrado, político ou candidato a vice-presidente da República. Foi da base de FHC e hoje lidera a bancada lulista no Supremo. Brasília é uma festa.

Sim, nós temos oposição. Seu principal nome é Fernando Henrique Cardoso. Como vem fazendo ao longo de toda uma década, só presta atenção ao Lula e ao PT. Aliás, estou convencido de que a grande vantagem de Lula sobre FHC está no fato de que este, ao longo dos oito anos em que governou o país, levou a sério as tolices que o PT dizia e fazia. Tivesse agido como Lula, que não está nem aí para o PT, teria sido muito mais bem sucedido. Ainda agora, se olhasse menos para Lula e um pouco mais à sua volta, perceberia que está quase tão só quanto náufrago de cartoon porque os seus o abandonaram para desembarcar no governo, que é um bom lugar de estar. Tão bom que ele próprio quer voltar; e se voltar será para se reencontrar com os mesmos. Afinal, Brasília é uma festa.

Pouca gente sabe, mas foi submetida à complacência do Congresso uma nova CPMF (Contribuição Petista para Marta Favre). É a MP 237 que vai salvar a ex-prefeita paulistana dos rigores da Lei de Responsabilidade Fiscal por assinar contratos irregulares com o Programa Reluz. Brasília não é uma festa?

Olhe as pesquisas, leitor. Verá que a maior parte da opinião pública também está com o governo. Que faz você na oposição? Junte-se à base e entre na gandaia. Pague a conta, claro, mas divirta-se também, puxa vida!

Última modificação em Quarta, 18 Setembro 2013 20:13
Percival Puggina

O Prof. Percival Puggina formou-se em arquitetura pela UFRGS em 1968 e atuou durante 17 anos como técnico e coordenador de projetos do grupo Montreal Engenharia e da Internacional de Engenharia AS. Em 1985 começou a se dedicar a atividades políticas. Preocupado com questões doutrinárias, criou e preside, desde 1996, a Fundação Tarso Dutra de Estudos Políticos e Administração Pública, órgão do PP/RS. Faz parte do diretório metropolitano do partido, de cuja executiva é 1º Vice-presidente, e é membro do diretório e da executiva estadual do PP e integra o diretório nacional.

Deixe um comentário

Informações marcadas com (*) são obrigatórias. Código HTML básico é permitido.

  • Copyright © 2007. www.rplib.com.br . Todos os direitos reservados.

    Republicação ou redistribuição do conteúdo do site RPLIB é permitido desde que citada a fonte. O site RPLIB não se responsabiliza por opiniões, informações, dados e conceitos emitidos em artigos e colunas assinados e nos textos em que é citada a fonte.