Sex07192019

Last updateDom, 01 Set 2013 9am

15 Fev 2019

MILITARES NA REFORMA DA PREVIDÊNCIA. CADÊ OS OUTROS?

Escrito por 

Por que esse contínuo foco naquilo que seria um problema, os militares na Previdência? Por que NÃO SE FALA de gente muito, mas muito mais cara para as folhas de pagamento do Tesouro.

 

Por ANDRÉ ARAÚJO, advogado e escritor

Por que esse contínuo foco naquilo que seria um problema, os militares na Previdência? Por que NÃO SE FALA de gente muito, mas muito mais cara para as folhas de pagamento do Tesouro, MILITARES GANHAM POUCO no Brasil, o soldo de um General no fim da carreira é menor do que de um Juiz do Trabalho iniciando a carreira. As categorias CARÍSSIMAS não são mencionadas no tema REFORMA DA PREVIDÊNCIA, os militares são os POBRES DO FUNCIONALISMO, não batem no teto. As corporações jurídicas começam no teto e vão ao infinito.

Qual a razão de só se falar em militares? Onde estão os milionários do funcionalismo? Existem agências de turismo de luxo especializadas em FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS, os melhores clientes dos cruzeiros caros no Caribe e no Mar Baltico, porque eles têm algo que empresários bem sucedidos não tem, FÉRIAS TRANQUILASa E LONGAS, algumas de dois meses e muito dinheiro para gastar. Empresarios, no geral, não podem tirar férias longas, precisam cuidar da empresa que tem problemas todo dia. Uma querida tia, viúva de Procurador do Estado, deu volta ao mundo oito vezes com a pensão do marido, ficou viúva 22 anos, caso real na minha familia, não é uma situação rara. A Reforma da Previdência só enquadra militares que já ganham pouco? Cadê os outros?

Há FOLHAS MONUMENTAIS de aposentadorias e pensões em outros poderes e muito longe dos militares. Vão ser enquadrados ou nem se fala nisso nos debates sobre reforma da Previdência? Que tal ver a folha de aposentadoria e pensões da ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO RIO DE JANEIRO? Ou da CÂMARA DE VEREADORES DO RIO DE JANEIRO. Nesta segunda, soube que há 400 aposentadorias acima do teto, que é hoje 39 mil Reais, inclusive de um chefe de garagem.O mesmo se repete em TODAS as ASSEMBLEIAS LEGISLAIVAS e nas CÂMARAS DE VEREADORES das capitais, especialmente nos estados mais pobres, nos 30 TRIBUNAIS DE CONTAS. E isso sem falar do CONGRESSO NACIONAL e seu orçamento de 12 BILHÕES DE REAIS, maior do que o Congresso dos Estados Unidos (3,3 bilhões de dólares) que é todavia suportado por uma economia 11 vezes maior. As aposentadorias e pensões nos EUA pagas pelo Estado são MISERÁVEIS perto das nossas, nunca integrais, aposenta-se com muito menos que o salário e as pensões são menores ainda, uma viúva gasta menos que um casal.

E aqui deixo de falar de uma Justiça cujo Conselho Nacional, que deveria ser uma sala no Supremo, só o CNJ tem orçameno de 260 milhões de Reais em 2018, um simples conselho de controle custa essa fábula. Já o Supremo custa muito mais, com quase 4.000 servidores.

Onde estão os relatórios do TESOURO NACIONAL sobre auditoria em ACÚMULO DE APOSENTADORIAS E PENSÕES em certos CPFs?  Será que o corte do teto está funcionando REALMENTE? Que tal o caso de um magistrado aposentado, que também deu aulas em universidade estadual, casado com outra magistrada (algo comum) que faleceu e deixou pensão, a acumulação foi detectada ou não? Rendas de mais de 100 mil por mês pagas pelo Estado, é caso de Revolução Francesa, um Paíis pobre não pode sustentar essa nobreza, perto disso os militares são frades franciscanos.

Porque se fala somente na PENSÃO DA FILHA SOLTEIRA dos militares, se a rica atriz Maitê Proença, que mora em um predio símbolo de milionários, foi casada na vida mas não de papel passado, recebe até hoje pensão de filha solteira do pai Promotor, um caso público conhecido?  Ai não tem militar, mas a PENSÃO DE FILHA SOLTEIRA vale para muito mais categorias do que de militares MAS SÓ SE FALA DE MILITAR, que repito, ganham MUITO MENOS do que outras categorias pagas pelo Tesouro e que também carregam suas filhas solteiras no enxoval da folha de pagamentos.

Se fizerem uma comparação simples, quanto ganha um General de 4 estrelas nos EUA e no Brasil, o brasileiro ganha muito menos. MAS se fizerem a mesma comparação com outras categorias de vencimentos de funcionário público entre Brasil, EUA e Alemanha, o Brasil ganha disparado. Nós, país pobre, pagamos MUITO MAIS para o ALTO FUNCIONALISMO do que países riquíssimos. Tenho amigos que trabalham e trabalharam no Departamento de Estado, ganham uma miséria e a aposentadoria é de 2% por ano trabalhado, se trabalhou 30 anos se aposenta com 60% do salário, que já era baixo.

Essa REFORMA DA PREVIDÊNCIA não será séria se NEM SE FALAR nas categorias do ALTO FUNCIONALISMO que não usa farda e ganha muito mais que generais e almirantes. Parece que a ideia é desviar a atenção focando nos militares para tirar a lupa dos outros poderes. É o que a midia está fazendo.

 

 

Fonte: CLUBE MILITAR

Deixe um comentário

Informações marcadas com (*) são obrigatórias. Código HTML básico é permitido.

  • Copyright © 2007. www.rplib.com.br . Todos os direitos reservados.

    Republicação ou redistribuição do conteúdo do site RPLIB é permitido desde que citada a fonte. O site RPLIB não se responsabiliza por opiniões, informações, dados e conceitos emitidos em artigos e colunas assinados e nos textos em que é citada a fonte.