Sáb10202018

Last updateDom, 01 Set 2013 9am

26 Jul 2018

A VANGUARDA DO ATRASO

Escrito por 

 

 

 

O ápice desse processo ocorreu ao longo dos treze anos em que a dupla Lula-Dilma ocupou a Presidência da República, pois a partir daí criaram-se as condições para que, aliados ao que existe de mais fisiológico na política nacional, fossem impulsionadas a corrupção e a ocupação de postos relevantes nos três poderes.

 

Por Gen Ex Antônio Hamilton M. Mourão, Presidente do Clube Militar

O Partido dos Trabalhadores (PT) surgiu no alvorecer dos anos oitenta, sob os auspícios da anistia “ampla, geral e irrestrita” que seus fundadores tanto pleitearam e hoje, em mais uma de suas contradições, combatem. A agremiação reuniu uma mescla de sindicalistas, adeptos da Teologia da Libertação, socialistas fabianos, marxistas-leninistas, trotskistas e anarquistas. Ou seja, um verdadeiro “balaio de gatos”.

Essa mistura de integrantes manteve o Partido em um constante conflito, com suas correntes internas digladiando na busca de um lugar ao sol. O chamado “campo majoritário” sempre esteve reunido em torno da figura do ex-Presidente Lula, único elemento capaz de manter alguma organização naquele caos.

Ao longo desses quase quarenta anos, algumas correntes foram expulsas por radicalismo, elementos históricos saíram voluntariamente por não concordarem com a corrupção que se alastrava, sem levar em consideração os Deputados afastados por votarem na eleição de Tancredo Neves, bem como o fato de que seus integrantes não chancelaram a Constituição em vigor, por a considerarem “burguesa”. Destaco ainda a rejeição ao Plano Real, passo decisivo para o controle do flagelo da inflação.

Nesse período, o modo petista de governar começou a dar suas caras, tudo dentro dos mais rigorosos preceitos do “gramscismo”. Governos estaduais e prefeituras, além do próprio governo federal, serviram para infiltrar militantes nos mais diversos cargos, bem como para, por meio da mais vil corrupção, arrecadar fundos para se manterem indefinidamente no poder (vide Cuba e Venezuela).

O ápice desse processo ocorreu ao longo dos treze anos em que a dupla Lula-Dilma ocupou a Presidência da República, pois a partir daí criaram-se as condições para que, aliados ao que existe de mais fisiológico na política nacional, fossem impulsionadas a corrupção e a ocupação de postos relevantes nos três poderes.

Tal qual Prestes em 64, julgavam haver dominado o País, contudo um extraordinário grupo de homens e mulheres, brasileiros dignos desse nome, trouxe a lume toda essa sujeira, o que resultou na condenação e prisão de diversos membros do Partido, entre eles seu líder máximo.

O petismo tem sido um eterno causador de caos, pois só consegue vicejar nesse tipo de ambiente. Agora, a palavra de ordem é tentar, por todos os meios, fazer vingar a candidatura do presidiário Lula pois, apesar de fazerem política a tanto tempo, não possuem quadros capazes de enfrentar um embate eleitoral. Nesse processo atentam contra dois de nossos Objetivos Nacionais Permanentes, Democracia e Paz Social, como, aliás, o fizeram ao longo de toda sua história.

Nada mais são do que a “Vanguarda do Atraso”.

 

 

 

Deixe um comentário

Informações marcadas com (*) são obrigatórias. Código HTML básico é permitido.

  • Copyright © 2007. www.rplib.com.br . Todos os direitos reservados.

    Republicação ou redistribuição do conteúdo do site RPLIB é permitido desde que citada a fonte. O site RPLIB não se responsabiliza por opiniões, informações, dados e conceitos emitidos em artigos e colunas assinados e nos textos em que é citada a fonte.