Sáb09212019

Last updateDom, 01 Set 2013 9am

22 Dez 2015

REINO UNIDO DE PORTUGAL, BRASIL E ALGARVES

Escrito por 

Dediquemos, pois, um minuto de reflexão ao que representou para nós a elevação ao novo status de Reino. E lembremos, também, as ilustres figuras históricas que participaram dessa mudança, irreversível e definitiva para o destino da nação brasileira.

 

Neste dia 16 de dezembro de 2015 comemora-se, ou dever-se-ia comemorar, os duzentos anos da elevação do Brasil à condição de Reino Unido ao então já existente, formado por Portugal e Algarves.

A família real portuguesa já estava no Brasil desde 1808, quando para cá viera a fim de escapar da invasão napoleônica da Península Ibérica. Tal providência fez com que a dinastia se conservasse, ao contrário do ocorrido em tantos reinados europeus cujos soberanos foram destituídos do poder por Napoleão e substituídos por um parente ou por um general do Grande Corso.

A pressão vinda de Portugal para que a família real regressasse a Portugal era cada vez mais forte, e o Príncipe Regente D. João, elevando o Brasil a Reino Unido, deixou sem argumentos os patrícios que reclamavam que o soberano vivia numa colônia, enquanto a sede do reino era governada por um regente.

A elevação foi um marco importantíssimo na história política, social e econômica do Brasil, que nunca mais viria a ser colônia.

Quando, forçado pelas Cortes instituídas pela Revolução do Porto, D. João, já D. João VI, teve que regressar a Portugal, aqui deixou como regente seu filho D. Pedro, que viria a ser nosso D. Pedro I – o primeiro imperador do Brasil independente – e D. Pedro IV de Portugal.

A pressão das Cortes para fazer o Brasil voltar a ser colônia e o péssimo tratamento dispensado aos deputados brasileiros que representavam o Reino Unido do Brasil naquela assembleia resultariam na declaração de nossa independência.

Esta a grande importância da data de hoje em nossa história: há duzentos anos, no dia 16 de dezembro, deixamos de ser colônia portuguesa e, como Reino Unido ao de Portugal e Algarves, aceleramos nossa marcha rumo à independência.

Dediquemos, pois, um minuto de reflexão ao que representou para nós a elevação ao novo status de Reino. E lembremos, também, as ilustres figuras históricas que participaram dessa mudança, irreversível e definitiva para o destino da nação brasileira.

Clovis Puper Bandeira

Nascido em 28 Fev 45 em Pelotas - RS

General de Divisão da Reserva do Exército Brasileiro

Ex Vice-Presidente e atual Assessor Especial do Presidente do Clube Militar

Principais funções na carreira militar:

- Instrutor da AMAN e da ECEME

- Aluno do US Army War College - EUA

- Comandante do 10º BI - Juiz de Fora - MG

- 1º Subchefe do Estado-Maior do Exército - Brasília - DF

- Comandante da 17ª Brigada de Infantaria de Selva - Porto Velho - RO

- Chefe do Estado-Maior do Comando Militar da Amazonia - Manaus - AM

- Diretor de Especialização e Extensão - Rio - RJ

- Comandante da 3ª Região Militar - Porto Alegre - RS

- Chefe do Departamento de Inteligência Estratégica do Ministério da Defesa - Brasília - DF

Deixe um comentário

Informações marcadas com (*) são obrigatórias. Código HTML básico é permitido.

  • Copyright © 2007. www.rplib.com.br . Todos os direitos reservados.

    Republicação ou redistribuição do conteúdo do site RPLIB é permitido desde que citada a fonte. O site RPLIB não se responsabiliza por opiniões, informações, dados e conceitos emitidos em artigos e colunas assinados e nos textos em que é citada a fonte.