Qua07172019

Last updateDom, 01 Set 2013 9am

17 Set 2015

MEA CULPA

Escrito por 

No dia Sete de Setembro, data em que o Brasil comemora sua independência, a Presidente da República não fez seu tradicional discurso à Nação, em rede de rádio e televisão. Talvez escaldada pelos “panelaços” que emolduraram suas últimas manifestações públicas, resolveu postar na internet sua mensagem.

 

No dia Sete de Setembro, data em que o Brasil comemora sua independência, a Presidente da República não fez seu tradicional discurso à Nação, em rede de rádio e televisão. Talvez escaldada pelos “panelaços” que emolduraram suas últimas manifestações públicas, resolveu postar na internet sua mensagem.

Até aí, nada de mais. Optou por outra mídia, o que evitou a reação da audiência em “buzinaços” e outras formas de mostrar o desagrado popular para com a governante.

Em sua fala, reconhece que pode ter cometido alguns enganos na condução da política e da economia nacionais, mas que as correções serão feitas e vamos tocar em frente. Muito a contragosto, dando voltas para dizê-lo de maneira mais palatável, admite que gastou mais do que podia para manter o nível de emprego e os programas sociais do governo – casualmente, num ano eleitoral – exaurindo os cofres públicos para reeleger-se. Continua, no entanto, a atribuir parte dos problemas à conjuntura internacional adversa, o que parece atingir o Brasil com muito maior intensidade do que a outros países que enfrentam a mesma dificuldade – lembram-se da marolinha? – e que, com disciplina fiscal e diminuição de despesas, vêm superando os desafios. Por aqui, contudo, nem se fala em diminuir despesas do governo mastodôntico.

Além disso, esses países vêm equacionando a solução de problemas futuros, como o desmonte da bomba previdenciária, o que vamos postergando para que exploda num futuro cada vez mais próximo.

Alega também que a maior parte dos problemas é grandemente amplificada pelos derrotistas e pela imprensa golpista – que não podem se conformar com o fato de os pobres, agora, conseguirem andar de avião. Palpite infeliz: os empresários burgueses estariam contrariados com o aumento do mercado consumidor, logo, com o progresso de seus negócios.

Os gigantescos problemas políticos e econômicos, no entanto, já estão equacionados adequadamente e, em pouco tempo, superada esta desagradável fase de reajustes, estaremos novamente trilhando a senda do desenvolvimento.

Gostaríamos muito de poder acreditar, mas a mentira é tão evidente e ridícula, que a declaração só pode ser atribuída a mais um delírio presidencial.

Ficou no mea culpa. Deveria ter ido adiante, até o mea maxima culpa.

Clovis Puper Bandeira

Nascido em 28 Fev 45 em Pelotas - RS

General de Divisão da Reserva do Exército Brasileiro

Ex Vice-Presidente e atual Assessor Especial do Presidente do Clube Militar

Principais funções na carreira militar:

- Instrutor da AMAN e da ECEME

- Aluno do US Army War College - EUA

- Comandante do 10º BI - Juiz de Fora - MG

- 1º Subchefe do Estado-Maior do Exército - Brasília - DF

- Comandante da 17ª Brigada de Infantaria de Selva - Porto Velho - RO

- Chefe do Estado-Maior do Comando Militar da Amazonia - Manaus - AM

- Diretor de Especialização e Extensão - Rio - RJ

- Comandante da 3ª Região Militar - Porto Alegre - RS

- Chefe do Departamento de Inteligência Estratégica do Ministério da Defesa - Brasília - DF

Deixe um comentário

Informações marcadas com (*) são obrigatórias. Código HTML básico é permitido.

  • Copyright © 2007. www.rplib.com.br . Todos os direitos reservados.

    Republicação ou redistribuição do conteúdo do site RPLIB é permitido desde que citada a fonte. O site RPLIB não se responsabiliza por opiniões, informações, dados e conceitos emitidos em artigos e colunas assinados e nos textos em que é citada a fonte.